Fala Rock As Máximas e Mínimas do Roquenrol
(Por Carmem Cacciacarro)


Fim de ano chegando e junto com ele aquela hora de presentear a namorada, esposa, irmão, amigo secreto ou quem mais você quiser. Uma boa dica é o livro "Fala Rock: as máximas e mínimas do roquenrol", recém lançado pela Editora Garamond. Trata-se de um apanhado de frases disparadas pelas estrelas que construíram o rock n roll nestas cinco primeiras décadas. Frases espertas, filosóficas e outras completamente idiotas você encontra nas 129 páginas do livro.

A compilação foi feita por Carmen Cacciacarro, que conta na apresentação da obra que um dia descobriu "que o rock fala" e que essas "máximas e mínimas reunidas formavam uma bela coleção que é, ao mesmo tempo, um painel multifacetado do rock" capaz de "propocionar bons momentos de diversão".

Organizadas a partir de temas elencados em ordem alfabética, "Fala Rock" conta com declarações sobre assuntos óbvios quando o assunto é rock n roll como "sexo" e "drogas", além de incluir outros mais estranhos como "profecia" e "auto-ajuda", por exemplo.

Aqui você encontra Pete Townshend detonando o líder do Nirvana ao dizer que "Kurt Cobain virou um garoto patético, perdido e de uma estupidez heróica"; ou Jerry Lee Lewis exercitando a sua modéstia ao afirmar "que nunca me achei o melhor, mas sou"; e também Johnny Rotten confundido a todos ao declarar que "o punk sempre foi decepcionante! Sempre será. Sempre", além de outras pérolas. Como se percebe, a leitura de "Fala Rock" não vai transformar ninguém em gênio, mas também não tem contra-indicações.

(Por Cristiano Viteck)

Ficha Técnica

Altura: 20 cm.
Largura: 20 cm.
Profundidade: 1 cm.
Acabamento : Brochura
Edição : 1 / 2005
Idioma : Português
País de Origem : Brasil
Número de Paginas : 114
Preço estimado: Por R$ 29,50